sábado, 8 de março de 2008

10 toneladas de frango irregular

Ainda em tempo para comentar...
Na última semana de fevereiro deste ano veio a tona a denúncia que, em São Paulo, frangos eram adulterados e "maquiados".
O esquema funcionava da seguinte forma: A empresa comprava peças com data de validade vencida ou próxima a vencer (se é que isso pode ser aplicado a um cadaver já em decomposição!), retiravam-as da embalagem original, empanavam-as com farelo de proteína de soja, depois recebiam um banho de água e sal e injeções de água para aumentar o peso. Aí então, os cadáveres eram (re)embalados e colocados novamente a venda.
Um processo elaborado que deveria estar funcionando a tempos! É possível imaginar a quantidade que foi consumida, se após o esquema ser descoberto cerca de 10 toneladas de frango irregular foram apreendidas??

O caso está sendo tratado pelo delegado Jorge Carlos Carrasco, da 8ª Seccional, que comentou que o cheiro do estabelecimento era insuportável:
“Não dava nem para entrar. O pessoal da Vigilância Sanitária entrou de máscara, e nós também”

O caso, as notícias na mídia e o comentário acima fazem-me relembrar o filme "Nação Fast Food", em que a ética da indústria da carne é colocada em xeque. Covardia tripla nesse caso, assassinaram o frango (yeap... meat is murder!!), vendem como "prato light e saudável" e ainda há quem o adultere!

Os casos só aumentam... vaca louca, gripe aviária, frango adulterado... quer mais motivos para tornar-se vegetariano??



[youtube http://www.youtube.com/watch?v=P_C1EtT9lkI]



Go Veg!

Nenhum comentário:

Postar um comentário