sábado, 26 de abril de 2008

Meat is Murder - Smiths & Morrissey

Em 2000 quando assisti o show do Morrissey fiquei impressionado com a atmosfera criada na música "Meat is Murder" (composta nos tempos dos smiths, nos anos 80). A música é "tema" de muitos vegetarianos e voltou a ser difundida com nas turnês do Morrissey nessa década.

"Não aceito matar uma criatura e consumir esse gosto de morte."
Essa é a mensagem que a música me passa.

Mais vale um vídeo do que um milhão de palavras:


[youtube http://www.youtube.com/watch?v=mzNSAU2qM64&hl=en]




Meat Is Murder de The Smiths

Heifer whines could be human cries
Closer comes the screaming knife
This beautiful creature must die
This beautiful creature must die
A death for no reason
And death for no reason is MURDER
And the flesh you so fancifully fry
Is not succulent, tasty or kind
It's death for no reason
And death for no reason is MURDER
And the calf that you carve with a smile
Is MURDER
And the turkey you festively slice
Is MURDER
Do you know how animals die ?
Kitchen aromas aren't very homely
It's not "comforting", cheery or kind
It's sizzling blood and the unholy stench
Of MURDER
It's not "natural", "normal" or kind
The flesh you so fancifully fry
The meat in your mouth
As you savour the flavour
Of MURDER
NO, NO, NO, IT'S MURDER
NO, NO, NO, IT'S MURDER
Oh ... and who hears when animals cry ?



... ou, se preferir... veja com os Smiths:


[youtube http://www.youtube.com/watch?v=2pB18RcAW8c&hl=en]


Uma tradução:



Carne é assassinato

O lamento do bezerro poderia ser choro humano
Aproxima-se a faca gritante cada vez mais
Esta linda criatura deve morrer
Esta linda criatura deve morrer

Uma morte sem razão
E morte sem razão é assassinato
E a carne que você distraidamente frita
Não é suculenta, saborosa ou bondosa

É morte sem razão
E morte sem razão é assassinato
E o vitelo que você destrincha com um sorriso é assassinato.
E o peru que você fatia festivamente é assassinato.

Você sabe como os animais morrem?

Os aromas da cozinha não são familiares
Não são "acolhedores", "confortáveis" ou generosos
E o sangue sendo frito e o profano odor
É de assassinato.

Não é "natural", "normal" ou generoso
A carne que você animadamente frita
A carne em sua boca
É assassinato.

Não, não é outra coisa, é assassinato

Quem ouve quando os animais choram?



Nos posts do YouTube há sempre discussões fervorosas sobre o vegetarianismo, ciências (?) e também um pouco sobre Morrissey...

Nenhum comentário:

Postar um comentário